Flamenco: Boa Forma Física e Saúde.
Pesquisas mostram que a prática auxilia na prevenção de Doenças Neurodegenerativas.

De origem espanhola, o flamenco combina os benefícios de qualquer aula de dança para homens e mulheres.

Mas com aspectos da independência e sensualidade feminina, ou seja, quando a mulher não tem que ser conduzida pelo homem, novos papéis aparecem. Considerado uma dança extremamente envolvente e forte, o Flamenco exige muito além de técnica corporal, exige a verdadeira entrega do bailarino, principalmente referente ao “sentir”. Nesta arte nostalgia, força e alegria se fundem a todo o momento. O Flamenco também requer ouvido apurado para sincronizar as batidas dos pés no tablado e a guitarra flamenca, criando uma perfeita sincronia entre o canto e a bailaora. Para completar, os braços e as mãos são fundamentais para dar elegância à dança. É uma dança extremamente democrática aceitando crianças, jovens e pessoas maduras. Aceitam-se magrinhos, gordinhos, homens, mulheres, profissionais da dança e curiosos

Além de ajudar no combate ao stress e na autoestima, o Flamenco trabalha:
. Coordenação motora
. Postura
. Expressão Corporal e Facial
.  Percepção rítmica
. Sapateado e trabalho de braços
. Manuseio de adereços (leques, xales e castanholas)

Quer prevenir o Alzheimer? Aprenda a dançar flamenco!

Pesquisadores e instituições do mundo inteiro já comprovaram os benefícios das aulas de dança para prevenção e também para o tratamento de doenças neurodegenerativas, como o Parkinson e a doença de Alzheimer, além de outros problemas de saúde mental e física.
Aqui no Brasil, uma pesquisa da Universidade de Brasília (UNB) demonstrou que a dança tem grande impacto sobre a autonomia nas atividades básicas da vida cotidiana em idosos portadores de Alzheimer. E é. Segundo Reginaldo Jimenez, entusiasta dos efeitos terapêuticos da dança e da cultura espanhola, e professor há 18 anos, o ritmo de origem cigana é uma excelente atividade física, que explora a concentração e mantém a memória ativa, com contagens de passos e exigências da coordenação motora.           Castanholas trabalham as articulações dos dedos e a sensibilidade ao ritmo.

Boa forma x Poder
Entre os efeitos para o bem-estar físico, estão o enrijecimento muscular, principalmente das pernas, glúteos, bíceps e tríceps além da melhora da postura e também da circulação, evitando a formação de varizes. Além disso, mesmo as pessoas com alguma deficiência física podem desfrutar da aula e participar das coreografias.

Mas o flamenco tem um outro lado, que é muito peculiar dessa manifestação artística espanhola, incluída pela Unesco em 2010 na Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade: ainda que seja praticada por homens e mulheres, a dança flamenca atribui à mulher papel de líder. “Além de não haver a condução da mulher pelo homem, como na dança de salão, há elementos culturais que favorecem a abertura, a sensualidade e o poder feminino – o decote, a projeção do colo, a força”. Isso é um símbolo da autoconfiança da mulher de origem cigana – é ela que escolhe os rumos.                                                                                                                                       Terapêutico para corpo e alma, a aula de flamenco é uma oportunidade também para aprender um pouco mais da cultura, história, costumes e gastronomia espanhola.

Fonte:
1.Leticia Orlandi – Saúde Plena.
2. M de Mulher – Editora Abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EXCLUSIVO SISTEMA DE CRÉDITOS/AULA

Através do exclusivo sistema de créditos/aula, você pode definir
quantas aulas pretende fazer e adquirir somente os créditos
necessários, nem mais, nem menos!

Unidade Tatuapé
Telefones: +55 (11) 2296.8969
Endereço: Rua Bom Sucesso, 1119, Tatuapé – SP.

Horário de Atendimento: Seg à Sex das 9h às 21h30 e Sab das 8:10h às 14h